CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  

O governo federal autorizou uma nova rodada de liberação dos recursos do Fundo de Garantia do tempo de Serviço (FGTS) em que será possível sacar até R$1.000,00 reais entre as contas do fundo até o dia 15 de dezembro. Ainda é necessário que a Caixa Econômica Federal libere um
cronograma, mas já da para saber o quanto do FGTS o trabalhador pode ser direito a sacar.

A medida faz parte de um ‘pacote de bondades’ do governo Jair Bolsonaro, que tenta estimular a economia – que anda a passos lentos – em ano que concorre á reeleição. Além do FGTS, o governo adiantou o pagamento do 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS, um programa de microcrédito para pequenos negócios e aumento de margem de crédito consignado para aposentados.

Segundo a Medida Provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, o limite de saque é por trabalhador e não por conta, nos moldes da liberação extraordinária que ocorreu em 2020. Ou seja, mesmo que tenha mais de uma conta, o limite é de R$1.000,00 por CPF.

O trabalhador pode fazer a consulta de quanto tem no FGTS e ter ideia de quanto será possível receber na nova liberação no aplicativo do FGTS. Na plataforma, é necessário fazer cadastro. Após fazer o download, siga os seguintes passos:

1 – Precisa ser feito um cadastro, com CPF, nome, data de nascimento e e-mail
2 – Cadastre uma senha segura
3 – Após preencher as informações, o sistema enviará um link para o e-mail informado. Precisa
 ser confirmado
4 – Volte ao aplicativo e informe CPF e senha
5 – Serão feitas perguntas relacionadas ao seu trabalho
6 – Leia os termos e condições do aplicativo, se aceitar clique em “continuar”

A partir daí, é possível verificar quanto está depositado em sua conta do FGTS. Ao clicar em “ver todas as contas” o app mostra quanto há de dinheiro nas contas trabalhadas e, no caso dessa nova liberação, a ordem de saque começa com contratos extintos (do maior para o menor). Caso você tenha menos de R$1.000,00 na soma das contas será possível pegar o recurso. Se tiver esse limite ou mais, a liberação está limitada ao valor. Lembrando que, desta vez, o limite é por trabalhador.

Quando mais é possível sacar o FGTS?

Além das liberações esporádicas, como essa nova rodada, o Fundo de Garantia também pode ser sacado quando o trabalhador é demitido sem justa causa de seu emprego. Além dessa condição, há outras regras que permitem a movimentação dos recursos.

  • Aposentadoria;
  • Saque aniversário;
  • Ao ficar três anos desempregado a partir do mês do aniversário;
  • Compra da casa própria, liquidar, amortizar ou pagar prestações de
    financiamento habitacional;
  • Acordo de rescisão de trabalho, que libera 80% do fundo;
  • Doenças graves como aids, câncer ou em estágio terminal;
  • Morte do titular da conta.