CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  

Em janeiro de 2021, um grande vazamento de dados na Serasa comprometeu informações pessoais de mais de 223 milhões de indivíduos, causando significativos transtornos para os afetados.

Diante deste incidente, o Instituto Sigilo iniciou um processo legal e desenvolveu um portal online para que os afetados pudessem acompanhar o processo de reivindicação de indenização por danos morais.

Descubra o impacto do vazamento de dados da Serasa na vida dos afetados e como verificar se seus dados foram comprometidos. Quais foram as consequências para as vítimas do vazamento de dados? As pessoas afetadas pelo vazamento de dados da Serasa enfrentaram a divulgação não autorizada de suas informações pessoais. Isso incluiu receber chamadas indesejadas e e-mails spam.

Além disso, alguns tiveram contas fraudulentas abertas em seus nomes e solicitações de empréstimos realizadas indevidamente. Os dados expostos pela Serasa incluem padrões de consumo online, históricos de compras e geolocalização, endereços de e-mail, rendimentos, e informações sensíveis relacionadas à Previdência Social, PIS e Receita Federal.

Como saber se seus dados foram expostos?

Para aqueles preocupados se seus dados foram comprometidos no incidente da Serasa, o Instituto Brasileiro de Defesa da Proteção de Dados Pessoais, Compliance e Segurança da Informação (Instituto Sigilo) disponibilizou um sistema de consulta online: https://sigilo.org.br/caso-serasa/.

Para mais informações sobre a consulta de dados da Serasa e temas relacionados, inscreva-se aqui e receba atualizações semanais por e-mail.

Consulte seus Dados e Assine a Petição no Instituto Sigilo

Para verificar se seus dados foram expostos pela Serasa e, se desejar, assinar a petição contra a entidade, siga estes passos:

  1. Visite o site do Instituto Sigilo específico para o caso Serasa;
  2. Clique no botão laranja “Consultar dado vazado e assinar petição”;
  3. Na página seguinte, preencha os campos necessários;
  4. Leia e aceite os termos e a política de privacidade;
  5. Se quiser assinar a petição e associar-se ao instituto, marque as opções correspondentes;
  6. Confirme que não é um robô e clique em “Salvar”.

Atualmente, ainda não está definido quando ou se será efetuado o pagamento da indenização de R$ 30.000,00 por vítima.

Instituto Sigilo e a Compensação do Auxílio Brasil

O Instituto Sigilo também está acompanhando o caso de vazamento de dados e compensação relacionada ao Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família).

Os beneficiários podem acessar a informação em https://sigilo.org.br/caso-auxilio-brasil/, fornecendo dados como nome completo, e-mail, CPF e telefone.

Quem não tem acesso à internet, pode consultar a compensação de R$ 15.000 do Bolsa Família pelo telefone 121 do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Para continuar recebendo informações importantes como esta, inscreva-se aqui e receba atualizações semanais por e-mail.